Mato Grosso tem o maior aumento na curva de mortes do país pela Covid-19, nos últimos 30 dias, segundo dados fornecidos pela Secretarias Estaduais de Saúde. O aumento de mortes pela doença foi de mais de 873% nesse período. O número de mortos chega a quase 400. É o pior avanço no país.

Além disso, os casos confirmados cresceram 600%, chegando a 10 mil.

O aumento rápido fez o sistema de saúde colapsar. As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estão lotadas.

Na região metropolitana de Cuiabá restam 16 vagas e nas cidades do interior a ocupação de UTIs está em praticamente 100%, como é o caso de Cáceres, na fronteira entre o Brasil e a Bolívia, que decretou lockdown para reduzir o contágio.

O governo do estado prevê abrir 100 novas vagas de UTI em parceria com as prefeituras, mas não deu data para isso.

Nesta segunda-feira (22), a Justiça determinou que os municípios de Cuiabá e Várzea Grande devem adotar quarentena coletiva obrigatória por 15 dias.

As prefeituras devem ainda implementar barreiras sanitárias, para triagem de entrada e saída de pessoas, permitindo apenas a circulação de quem exerce atividades essenciais e manter apenas os serviços públicos essenciais, exceto salões de beleza e barbearias e academias.

Cuiabá é a cidade com maior número de casos e mortes de Covid-19. São 113 mortes. Várzea Grande é o segundo município, com 79 mortes.

G1

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here