Deputados decidiram que não haverá recesso de fim de ano na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Em vez de voltarem só em fevereiro, os deputados vão fazer uma pausa de pouco mais de duas semanas, para as festas de fim de ano. Os parlamentares devem voltar em 6 de janeiro para limpar a pauta.

Eles devem votar matérias importantes, como a lei orçamentária anual do estado. O governo ficou de mandar um substitutivo, mas o documento não chegou até o final da tarde desta terça-feira (10). Dessa forma, a votação deve ser feita em janeiro.

A reforma da previdência do estado também está na pauta e está entre as prioridades a serem votadas até o dia 20 de dezembro. Outra prioridade é votar o relatório de contas do último ano de gestão do governador Pedro Taques (PSDB).

Para a sessão desta quarta-feira (11) está prevista uma reunião da Comissão de Fiscalização e Orçamento e a expectativa é que a relatora das contas, deputada Janaina Riva (MDB), leia o relatório pela aprovação ou reprovação das contas de Pedro Taques.

Depois disso, o documento deve ser encaminhado para votação no plenário. Segundo a assessoria da ALMT, nenhum deputado vai receber a mais por trabalhar em janeiro, além do salário deles.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here