O estado de Mato Grosso registrou 655.546 infrações de trânsito entre 1º de janeiro e 2 de dezembro de 2019. Deste número total, mais da metade, 358.804, foram cometidas somente em Cuiabá. Os dados são do setor de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest) do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

A infração mais cometida foi a de transitar com o veículo em velocidade superior a máxima permitida. Foram 237.581 casos registrados no estado. A multa para esta infração, que é considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), está atualmente no valor de R$ 130,16.

Já a segunda infração mais cometida é de avançar o sinal vermelho do semáforo, com 77.418 ocorrências registradas

Também estão entre o ranking das 10 infrações mais cometidas no Estado o não uso do cinto segurança; veículo não licenciado devidamente; dirigir veículo usando calçado que não se firme nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais; dirigir veículo utilizando telefone celular, estacionar em locais e horários proibidos especificamente sinalizados; deixar de manter acessa luz baixa dos veículos nas rodovias durante o dia; e estacionar no passeio.

Durante todo o ano, o Detran-MT realiza diversas atividades através das gerências de Ação Educativa de Trânsito e de Escola Pública de Trânsito, que promovem campanhas e cursos, em diversas localidades do Estado, sempre com o intuito de sensibilizar condutores, passageiros, pedestres e ciclistas para a adoção de comportamentos seguros no trânsito.

A gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran-MT, Rosane Gerda Prachthäuser Pölzl, ressalta que a menor das consequências de uma infração é a autuação ou até a prisão, como nos casos de embriaguez ao volante.

Em muitas situações, a inobservância das normas de segurança gera acidentes graves e até mesmo fatais. “Seja nas ações educativas ou nos cursos o objetivo principal é convidarmos a população à reflexão de que cada um de nós tem importante função a desempenhar na construção de uma cultura de paz e segurança no trânsito”, disse Rosane.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here