Em razão da baixa umidade do ar e o aumentos dos focos de incêndio nas proximidades de Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decretou, nesta quinta-feira (12), estado de emergência no município. O documento também determina uma força-tarefa em todas as áreas para a implantação de ações que possam minimizar os danos resultantes das condições climáticas.

O decreto terá vigência de 60 dias, prorrogável por até 180 dias, dependendo da permanência da situação. Por meio dele, as medidas necessárias para amenizar a situação podem ser adotadas por meio de portarias ou ofícios.

Diante do exposto, a Secretaria Municipal de Educação anunciou algumas ações, como a suspensão das aulas de educação física, aumento do recreio, hidratação a cada 30 minutos e aquisição de umidificadores de ar para as unidades municipais de ensino.

O documento também autoriza a convocação de voluntários para atuar nas situações de desastre e realização de campanhas de arrecadação de recursos junto à comunidade com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pelo desastre, sob a coordenação da Defesa Civil.

Por meio do decreto, agentes da Defesa Civil podem adentrar nas propriedades particulares para prestar socorro ou para determinar a evacuação do local, em caso de perigo iminente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here