Órgãos ambientais aplicaram R$ 22 milhões em multas contra queimadas e crimes ambientais na 2ª fase da Operação Abafa Amazônia, que terminou nessa quarta-feira (11).

A operação foi pela pelas secretarias estaduais de Meio Ambiente (Sema) e Segurança Pública (Sesp).

Representantes do Corpo de Bombeiros e a Sema divulgaram dados para a imprensa.

A primeira fase da operação começou no dia 19 de agosto deste ano no norte de Mato Grosso: Sorriso, Vera, Feliz Natal, Nova Ubiratã, Cláudia e Sinop.

Já a segunda fase da operação começou no dia 2 de setembro e foi concentrada nos municípios de Cláudia, Marcelândia e União do Sul.

Operação Abafa Amazônia — Foto: TV Centro América

Operação Abafa Amazônia — Foto: TV Centro América

“Até as equipes que não são focadas em incêndio, foram chamadas para o combate”, disse o sargento dos bombeiros, Daniel Alves.

O trabalho em conjunto para combater incêndios florestais e outros crimes contra o meio ambiente contou com equipes das secretarias, da polícia, bombeiros, da perícia técnica e outros órgãos especializados.

A fiscalização apontou um aumento de 374% no desmatamento, mas uma queda no uso do fogo em áreas rurais.

O valor da aplicação de multas foi estimado em R$ 22 milhões, mostrando redução de um R$ 1 milhão em comparação com o ano passado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here