Os Cistos de Naboth, também chamados cistos nabothianos, folículos nabothianos, cistos de inclusão epitelial ou cistos de retenção mucinosos, são uma patologia uterina caracterizada pela formação de um ou mais cistos preenchidos com muco que se parecem com pequenos inchaços na superfície do colo do útero.

Quais são as causas do cisto de Naboth?

Os cistos de Naboth se formam quando as glândulas produtoras de muco no colo do útero são cobertas com células da pele e ficam entupidas, o que faz com que o muco se acumule em seu interior, formando o cisto. As glândulas podem ser obstruídas durante partos ou traumas físicos no colo do útero.

Durante o parto, o excesso de células da pele pode crescer na glândula mucosa e reter o muco, causando a formação de cistos. O trauma físico ao redor do colo do útero pode causar o desenvolvimento de tecido excessivo sobre as glândulas mucosas durante o processo de cicatrização e prender o muco. Os cistos causados por trauma físico são especialmente comuns durante a recuperação da cervicite crônica, na qual o tecido do colo do útero fica inflamado.

Qual é o mecanismo fisiológico do cisto de Naboth?

Na maioria dos casos, os Cistos de Naboth ocorrem quando um novo tecido regride no colo do útero após o parto. Esse novo tecido bloqueia as aberturas das Glândulas de Naboth do colo do útero, prendendo a secreção mucosa em pequenas bolsas sob a pele. Os Cistos de Naboth são um achado normal no colo do útero de mulheres que tiveram filhos.

Eles também são vistos em mulheres na menopausa, cuja pele cervical diminui com a idade. Menos frequentemente, estão relacionados à cervicite crônica, uma infecção de longo prazo do colo do útero.

Quais são as principais características clínicas do cisto de Naboth?

Os Cistos de Naboth variam em tamanho, de alguns milímetros a 4 centímetros de diâmetro, são lisos e de cor branca ou amarelada. Esses cistos não causam dor, desconforto ou outros sintomas e geralmente o médico os detecta durante um exame ginecológico de rotina, quando examina o colo do útero em busca de outros problemas.

Como o médico diagnostica o cisto de Naboth?

Os cistos de Naboth podem ser rastreados e diagnosticados durante um exame pélvico e podem também ser vistos em uma ultrassonografia pélvica, ressonância magnética ou tomografia computadorizada que focalizem o colo do útero. Depois de descobrir esses pequenos inchaços brancos no colo do útero, o médico pode romper um cisto para confirmar o diagnóstico.

Ele pode também usar uma colposcopia para fazer um diagnóstico mais preciso. Isso envolve a ampliação da área para distinguir os Cistos de Naboth de outros tipos de patologias. Uma biópsia pode ser realizada em um cisto se suspeitar-se que a paciente possa ter um tipo de neoplasia que afeta a produção de muco.

Como o médico trata o cisto de Naboth?

Os cistos de Naboth são benignos e na maioria dos casos não requerem tratamento. Em casos raros, os cistos podem se tornar grandes o bastante para distorcer a forma e o tamanho do colo do útero, dificultando ou impossibilitando seus exames de rotina. Neste caso, o médico pode realizar a remoção do cisto para examinar o colo do útero.

Os cistos de Naboth que precisam de tratamento podem ser removidos através de uma excisão ou através da ablação por eletrocautério. Durante essa ablação, o médico usa uma corrente elétrica para remover o cisto. Em alguns casos, o médico pode também drenar o líquido contido em um cisto ou usar crioterapia para removê-lo. Neste procedimento, o nitrogênio líquido é usado para congelar e romper o cisto. Este procedimento é menos invasivo que a excisão ou ablação.

Quais são as complicações possíveis do cisto de Naboth?

Não há complicações sérias. Eles, sim, podem se formar como uma complicação de uma patologia de base, mas normalmente não representam uma séria ameaça à saúde. Em alguns casos, o exame de Papanicolaou pode tornar-se doloroso ou mesmo impossível devido à existência de grandes ou múltiplos cistos localizados no colo do útero.

Os cistos normalmente estão cheios de muco e podem estourar. Não é incomum que quando eles se rompam causem uma descarga vaginal, odor e sangramento. Mesmo os maiores cistos podem ser removidos e tratados sem causar mais problemas médicos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here