Através de uma doação de R$ 869.550,00, do Ministério Público do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho, a prefeitura municipal de Juína fez aquisição de quatro ônibus escolares para suprir a demanda na zona rural do município. Estes recursos são oriundos de ações cautelares do Ministério Público do Trabalho e também do Tribunal Regional do Trabalho, onde o repasse para a compra dos veículos foi proveniente de ações trabalhistas movidas pelo MPT e TRT, repassando os valores para que o município efetuasse a compra dos veículos.

A cerimônia de entrega oficial dos ônibus aconteceu na manhã desta sexta-feira no pátio da prefeitura municipal e teve a presença de autoridades municipais e servidores.

O prefeito Altir Peruzzo, disse que um dos grandes dramas do país além da desigualdade social, é a desigualdade regional, onde muitas regiões do país se desenvolvem mais rapidamente, recebe recursos, enquanto outras regiões não têm o mesmo privilégio, sendo o estado de Mato Grosso um dos campeões em desigualdade regional, onde geralmente os recursos do estado são canalizados para áreas de maiores desenvolvimento, crescimento e concentração de pessoas.

Altir ressaltou que a atitude da justiça do trabalho através do meritíssimo juiz Eleandro nada mais é atitude de alguém que vê o estado como um todo, onde as ações que geraram recursos aconteceram na região, nada é mais justo que os benefícios sejam feitos para a população local, e seguindo essa linha de pensamento o MPT, fez a destinação dos recursos para a compra dos ônibus e também para a área da saúde que será entregue dentro de alguns dias.

Altir Peruzzo falou ainda que o município possui 32 linhas que utilizam o transporte escolar, sendo apenas duas terceirizadas, e falou também que além dos quatro ônibus adquiridos com recursos da justiça do trabalho, mais dois ônibus irão chegar ao município com recursos do FNDE ( Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), que deixarão a frota mais completa, onde a mesma já é suficiente, porém alguns veículos precisam ser substituído.

A secretária interina de educação Marilza Galã Flor, disse que é um momento de um novo elemento das ações integradas entre o município e o ministério público, sendo esta uma ação inédita, e que o município tem a necessidade de mais ações como essa de integração e parcerias de diversos setores da sociedade para que se possa beneficiar ainda mais a comunidade escolar do município.

Foram enviados dois ônibus de linhas próximas a cidade para uma parte mais distante da zona rural e que provavelmente um desses ônibus será colocado na comunidade São Justino, e outros em algumas linhas terceirizadas, sendo estudados outros locais para que os ônibus mantenham a sua conservação.

O meritíssimo juiz da vara do trabalho Ediandro Maritns explicou que os recursos são oriundos de multas aplicadas em empresas que descumpre a legislação trabalhista de tal maneira que atinge a própria sociedade.

 “Quando uma grande empresa opta por em colocar seus trabalhadores a um regime de trabalho de 12 a 15 horas de forma interrupta, ainda que pague as horas extras a esse trabalhador, os danos se volta para a sociedade, onde por exemplo uma indústria frigorífica que mantém um trabalhador em uma carga horária excessiva, acaba fazendo com que o mesmo acaba saindo e usufruindo de benefícios previdenciários em auxilio doença, sendo os custos pagos pela sociedade, pois quando há custeio de previdência acaba por ser a sociedade que se arca com os custos, pois o funcionário se afasta e a empresa deixa de ter vínculo empregativo com o mesmo, deixando o trabalhador a cargo da previdência social” Afirmou o meritíssimo juiz da vara do trabalho Ediandro Martins.

Ediandro ressaltou ainda que são processos dessa magnitude, processos grandes que trazem danos para a sociedade, além dos danos causados ao próprio trabalhador.

O meritíssimo juiz Ediandro Martins afirmou que em outros projetos tem recursos direcionados para a área da saúde e outras áreas e entidades sociais que serão destinados para o município de Juína pela vara do trabalho.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here