A fachada do Congresso Nacional ganhou iluminação cor-de-rosa para lembrar o Dia Internacional da Mulher, nesta sexta-feira (8).  A data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, mas nasceu no começo do século 20, como um movimento de reivindicação de trabalhadores de fábricas americanas e europeias por seus direitos e melhores condições trabalhistas. O pedido de iluminação especial foi feito pela senadora Rose de Freitas (Pode-ES).

Em entrevista à TV Senado, Rose de Freitas lamentou os casos de violência contra a mulher que ocupam o noticiário diariamente no país, com vários assassinatos de mulheres. Só no estado do Espírito Santo, foram 169 casos de agressão, somente durante o Carnaval.

— Infelizmente, este Congresso rosa deve ser um sinal de alerta. Enquanto houver impunidade não há o que comemorar. O que é urgente é a punição, não tem soltura para esses bandidos — disse.

A partir deste sábado (9), o Congresso volta a ser iluminado de amarelo e lilás na parte correspondente ao Senado e de azul e verde na parte da Câmara dos Deputados, dentro da campanha “Março em Cores” de conscientização sobre o câncer de cólon.

Março Mulheres

O Senado também terá várias atividades, a partir do dia 20 até o final do mês, para celebrar a data. De acordo com a diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, todos os eventos da programação Março Mulheres são vinculados ao empoderamento e à superação. Está previsto o lançamento de dois volumes da coleção Escritoras do Brasil, na Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho, onde também será realizada uma exposição sobre a história do voto feminino. Haverá ainda apresentação de indicadores de gênero e raça, o talk show Eles por Elas, sessão especial para a entrega do prêmio Bertha Lutz, além da publicação de posts, durante todo o mês, nas redes sociais do Senado, sobre mulheres que se sentem empoderadas.

— Empoderar vem da expressão em inglês ‘to empower’ que significa capacitar, fortalecer. Trata-se de propiciar todas as condições para que a mulher se torne mais confiante e consciente de todo o seu potencial — disse a diretora-geral do Senado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here