A eterna juventude, se fosse possível, provavelmente seria um objetivo universalmente perseguido. Como isso não é possível, o objetivo efetivamente perseguido tem sido o de retardar ao máximo os sinais de envelhecimento. À medida que a idade avança, as pessoas aceitam alguns desses pequenos sinais, especialmente se forem paralelos ao envelhecimento cronológico. No entanto, para algumas pessoas, esses sinais, sobretudo os que aparecem na pele, são mais pronunciados e chegam mais cedo que o habitual.

O envelhecimento fisiológico decorre do desgaste natural do organismo e manifesta seus sinais principalmente (mas não só) na pele, com a aceleração da formação de flacidez, rugas e manchas. Chama-se envelhecimento prematuro ao envelhecimento antinatural, que se dá antes do que seria esperado. 

Quais são as causas do envelhecimento precoce? 

O envelhecimento precoce pode ser devido a hábitos de vida, condições médicas e fatores do ambiente, como poluição, má alimentação, fumo, sedentarismo, estresse, uso excessivo da mímica facial, privação de sono e, principalmente, exposição solar sem proteção. Mas o envelhecimento precoce pode também ser motivado patologicamente.

A síndrome de Werner, por exemplo, é um raro distúrbio autossômico recessivo, causado por uma mutação heterozigótica, o que significa que a pessoa precisa herdar um gene mutante de cada um dos pais. Espera-se que um em cada 4 filhos tenham o distúrbio e outros possam ser portadores sadios do gene. Outra condição patológica, também rara, é a síndrome de Hutchinson-Gilford, que pode ser autossômica recessiva ou autossômica dominante. Transtornos autossômicos dominantes são transmitidos por um dos pais a até 1 em 2 filhos. 

Quais são as principais características clínicas do envelhecimento precoce? 

Os sinais de envelhecimento prematuro são bastante visíveis na pele e podem ser muito perturbadores, se são inesperados. É importante que os dermatologistas identifiquem esses sinais e orientem seus clientes no tratamento dessa forma de envelhecimento da pele. Quando essas pistas visíveis aparecem no início dos anos da década dos 20 ou 30, desencadeia os primeiros alarmes de que o envelhecimento prematuro está ocorrendo. Esses sinais a serem observados são:

  1. Aparecimento de hiperpigmentação na face ou membros na década dos 20 anos, geralmente causada pelos raios ultravioletas.
  2. Aparecimento de linhas finas, especialmente ao redor dos olhos, testa e às vezes dos lábios.
  3. A desidratação, que se manifesta na pele, que aparece visivelmente ressecada. A pele desidratada sente coceira e pode ter descamação ou mesmo rachaduras, especialmente em climas extremos.
  4. Pele seca, sensível e inflamada do pescoço e do “V” exposto do tórax também são indicativos de envelhecimento prematuro causado pela radiação ultravioleta, oxidação de radicais livres ou uma combinação de ambos. A pele parece irregular e descolorida. Pode também ter uma textura semelhante a couro.
  5. A perda de suporte no tecido subjacente da pele (pele flácida) faz com que as bochechas e a mandíbula caiam e rugas profundas apareçam.
  6. Rarefação ou desaparecimento de cabelos ou pelos.

Nas síndromes patológicas de envelhecimento prematuro, as mudanças na pele que indicam esse envelhecimento incluem atrofia (afinamento da pele e perda de elasticidade), perda de gordura cutânea, pele enrugada, cabelo grisalho, perda de cabelo, distrofia ungueal, pigmentação defeituosa e ulceração. Estas mudanças ocorrem mesmo no envelhecimento normal da pele, mas no envelhecimento precoce elas ocorrem mais cedo e em ritmo mais acelerado.

Como prevenir o envelhecimento precoce?

Existem três fatores principais que influenciam a rapidez com que uma pessoa envelhece, os quais podem ser evitados:

  1. A radiação ultravioleta da luz solar é a principal causa do envelhecimento prematuro da pele e do aparecimento de rugas e manchas escuras.
  2. O álcool força os rins a trabalharem, isso elimina o excesso de água e deixa sua pele ressecada. Além disso, o álcool também retira vitamina A do corpo, um antioxidante crucial para a atividade e renovação das células saudáveis.
  3. O fumo causa envelhecimento prematuro, provocando o aparecimento de linhas finas em torno dos olhos e lábios, em parte devido à falta de vitamina C no sangue, um ingrediente chave para a produção de colágeno, responsável pela elasticidade da pele jovem e saudável.

Quais são as complicações possíveis do envelhecimento precoce?

Complicações do envelhecimento precoce, sobretudo em suas formas patológicas, estão relacionadas às doenças associadas ao envelhecimento. Além das alterações cutâneas caraterísticas, os pacientes desenvolvem precocemente catarata, osteoporose, diabetes mellitus, doença cardiovascular, hiperatividade da glândula pituitária, hipogonadismo ou agonadismo, menopausa prematura, calcificação dos tecidos moles e câncer.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here