Pulgas e carrapatos são um problema muito comum na vida de cães e gatos, principalmente em períodos mais quentes, em que a temperatura e umidade favorecem sua proliferação. Até mesmo aqueles pets que convivem pouco com outros animais estão suscetíveis a esses parasitas, que causam desde uma simples coceira até a transmissão de doenças infecciosas graves.

Pulgas e alergia

Animais de estimação podem se coçar esporadicamente, mas não o tempo todo. Se a coceira ocorre com frequência, o animal pode estar infestado por pulgas. Mesmo que o cão ou gato tenha estado em ambiente fechado a maior parte do tempo, as formas jovens destes parasitas (ovos e larvas) estão em todos os lugares e podem ser trazidas para dentro de nossas casas, seja no sapato ou em objetos. Já num passeio, mesmo que rápido, pulgas jovens, que acabaram de sair de seus casulos, podem pular no animal e começar uma infestação rapidamente. Isto porque, após a alimentação e acasalamento, as fêmeas das pulgas podem depositar até 50 ovos por dia no hospedeiro.

Esses ovos caem no ambiente onde o animal costuma passar a maior parte do tempo e, após maturação, liberam as larvas que se adaptam facilmente em locais como tapetes, caminhas e sofás. Após um período de alimentação, as larvas se protegem num casulo chamado de pupa até amadurecer numa pulga jovem. Quando sai do casulo, essa pulga jovem procura rapidamente os animais para se alimentar e se reproduzir, dando continuidade ao seu ciclo. Assim, quando se estuda as fases do ciclo da pulga, o que se observa no animal é apenas 5% do problema, que corresponde às pulgas adultas, enquanto os outros 95% (ovos, larvas e casulos) estão espalhados pelo ambiente, o que reforça a importância de cuidar também dos locais onde os pets ficam.

“Além da coceira e incômodo por conta da picada das pulgas ou carrapatos, os animais podem sofrer com doenças que colocam em risco sua saúde. A DAPE (Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitas) é uma doença dermatológica alérgica muito comum em cães e gatos e deve sempre ser considerada como um agravante nos casos de infestações por estes parasitas. Além disso, as pulgas podem transmitir verminoses e bactérias, bem como provocar anemia em filhotes altamente parasitados”, explica Gabriela Rosa, médica-veterinária e gerente técnica de Animais de Companhia da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

Carrapatos e as doenças transmitidas

Os carrapatos também são ectoparasitas muito comuns. Um grande problema ao enfrentar infestações por estes parasitas é que eles são muito resistentes no meio ambiente, podendo sobreviver por meses sem se alimentar. A fêmea adulta chega a depositar no ambiente mais de 3000 ovos de uma só vez. Dos ovos, eclodem as larvas dos carrapatos, que irão se alimentar no hospedeiro e voltar para o ambiente, evoluindo para uma fase jovem chamada de ninfa, que também procura o hospedeiro para se alimentar e volta para o ambiente para se tornar adulto.

Entre estas idas e vindas entre hospedeiros (cães e, eventualmente, gatos) e o ambiente, a chance de transmissão de doenças infecciosas é aumentada, já que o carrapato pode, durante sua evolução, alimentar-se de vários animais, até mesmo de seres humanos. Em resumo, por causa deste comportamento, os carrapatos são excelentes carreadores de doenças causadas por bactérias e protozoários, transmitindo estes microrganismos muito facilmente entre os cães e seres humanos.

Erliquiose é a doença transmitida por carrapatos mais comum em cães. Ela é causada por uma bactéria e transmitida para o cão quando o carrapato se alimenta de seu sangue. A bactéria leva a alterações das células do sangue, podendo causar anemia e plaquetas baixas. Como as plaquetas são células que participam da coagulação do sangue, é comum que os animais apresentem sangramentos pelo nariz ou em locais como o olho e na pele (caracterizado por pontinhos vermelhos conhecidos como petéquias). Alguns outros sintomas possíveis são: emagrecimento, falta de apetite, cansaço e febre.

A babesiose é outra importante doença transmitida pelos carrapatos.  O agente causador é a Babesia canis, um protozoário que destrói os glóbulos vermelhos, causando anemia. Como as células vermelhas são responsáveis por carregar oxigênio para todo o organismo, a anemia severa poderá comprometer esta entrega e o animal pode sofrer com fraqueza, cansaço e falta de ar. Alguns sintomas que podem ser observados além das mucosas pálidas e até amareladas por conta da anemia, são febre, falta de apetite, perda de peso e aumento de volume abdominal. Em casos mais graves pode haver comprometimento de rins e fígado.

Caso o tutor do animal note algum dos sintomas descritos, é importante que procure auxílio do médico-veterinário o mais rápido possível para realizar o diagnóstico correto e iniciar o tratamento adequado. Entretanto, é importante reforçar que mesmo com o tratamento da doença, é fundamental realizar a eliminação dos parasitas que se encontram no animal e no ambiente, não só para prevenir reinfecções, mas também porque a doença pode ser transmitida para outros animais.

Prevenção

Prevenir é essencial. “Ao manter o pet protegido, o tutor elimina as chances de o animal ser infestado, evitando que ele e todos que convivem na mesma casa sofram com os problemas causados por pulgas e carrapatos. Consequentemente, oferecendo a todos mais qualidade de vida”, explica Gabriela Rosa.

Dessa forma, é importante identificar o estilo de vida do animal para adequar a proteção ao tipo de desafio que o pet enfrenta no dia a dia, seja ele mais ativo, saindo de casa em passeios frequentes e participando de viagens com o tutor; ou mais caseiro, com baixo contato com outros pets.

A Boehringer Ingelheim Saúde Animal, líder mundial no mercado pet, conta com a linha Frontline®, que possui uma solução para cada estilo de vida dos cães e gatos.

  • Frontline TopSpot – Indicado para cães e gatos que passam a maior parte do tempo em ambientes controlados, como a própria casa e que, consequentemente, estão expostos a menor chance de infestação. Protege os cães mensalmente contra pulgas adultas e controla as reinfestações provocadas por todas as fases dos carrapatos. Em gatos, controla as reinfestações por pulgas adultas e carrapatos. A recomendação para prevenir infestações é de uso mensal.

  • Frontline Plus – Ideal para cães e gatos mais ativos, que passeiam e que frequentam lugares abertos, estando mais expostos a pulgas e carrapatos.  O produto tem a vantagem de auxiliar o controle ambiental, pois atua nas formas jovens das pulgas (ovos e larvas). A recomendação para prevenir infestações é de uso mensal.

  • Frontline Spray – Indicado para cães que se aventuram por toda a parte e correm mais riscos de contato com os parasitas. O efeito é imediato, assim as pulgas morrem rapidamente após aplicação do spray. O produto também protege o pet de futuras infestações. Frontline Spray pode ser aplicado inclusive em filhotes a partir de 2 dias de vida, oferecendo proteção mensal contra pulgas e carrapatos. A recomendação para prevenir infestações é de uso mensal.

Os produtos Frontline® podem ser aplicados após o banho, recomendando-se que a pelagem do animal esteja completamente seca. Os produtos são seguros para quaisquer raças e não devem ser utilizados por outros tipos de animais, além de cães e gatos e de acordo com as recomendações de bula, considerando a idade e peso do animal.

Boehringer Ingelheim

Melhorar a saúde e a qualidade de vida de pacientes é o objetivo da Boehringer Ingelheim, companhia farmacêutica voltada à pesquisa. O foco da empresa está nas doenças para as quais ainda não há opções de tratamento satisfatórias e no desenvolvimento de terapias inovadoras que trazem maior expectativa de vida aos pacientes.

Em saúde animal, a Boehringer Ingelheim investe em soluções avançadas para prevenção de doenças. Empresa familiar desde sua fundação, em 1885, a Boehringer é uma das 20 maiores companhias farmacêuticas do mundo. Seus 50.000 funcionários criam valor pela inovação diariamente para as três unidades de negócio: saúde humana, saúde animal e biofármacos. Em 2017, a companhia atingiu faturamento líquido de aproximadamente € 18.1 bilhões do total, o investimento em P&D, que ultrapassa os € 3 bilhões, corresponde a 17% desse valor. A Boehringer Ingelheim, por ser uma empresa familiar, planeja por gerações e prioriza o sucesso a longo-prazo em vez de lucro no curto prazo.

A companhia ainda visa o crescimento orgânico de seus recursos com postura aberta a parcerias e alianças estratégicas em pesquisa. Em tudo o que faz, a Boehringer naturalmente é responsável com a humanidade e o meio ambiente.

Mais informações sobre a Boehringer Ingelheim podem ser encontradas em www.boehringer-ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual (em inglês): http://annualreport.boehringer-ingelheim.com.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here