Publicada em 11/08/2017 às 12:52

Crianças de 8 e 10 anos são resgatadas em Colniza

As crianças foram encontradas abraçadas e deitadas em uma cama de folhas de coqueiro, feita pelo irmão.

Dois irmãos - um menino de 8 anos e uma menina de 10 -  foram resgatados na madrugada desta sexta-feira (11), numa área de floresta em Colniza (a 1.078 km de Cuiabá).

A busca envolveu equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, além de familiares das crianças. Ao todo treze pessoass participaram da ação.

As crianças estavam na fazenda com o pai, quando, por volta das 17h, entraram na mata para buscar uma ferramenta que ele havia esquecido.

“O pai sentiu falta deles e começou as buscas. À meia-noite, ele fez contato com a Polícia Militar, dizendo que não conseguia encontrá-las”, disse o soldado do Corpo de Bombeiros Itagene Pedroso de Barros, que participou das buscas.

A PM de Colniza acionou os bombeiros, que estão com uma base na cidade durante o período de maior incidência de incêndios florestais.

CBM MT

Crianças Floresta

As crianças foram encontradas abraçadas e deitadas em uma cama de folhas de coqueiro, feita pelo irmão

Já na entrada da floresta, os soldados utilizaram uma técnica chamada pente-fino e fizeram uma linha para tentar encontrar as crianças.

“Nessa técnica é feita uma linha na entrada da mata, a qual deixa cada militar e cada pessoa que esteja participando da busca a uma distância de 20 metros uma da outra. Aí a gente entra na mata”, explicou Barros.

Por volta das 3h da manhã, a soldado Cláudia Kafer, da PM, conseguiu ouviu as vozes das crianças e foi em direção a elas.

Como as crianças estavam 2,5 km para dentro da mata, o grupo só conseguiu chegar à casa da família por volta das 4h.

As crianças estavam sem lesões, abraçadas e deitadas em uma cama de folhas de coqueiro, feita pelo irmão.

“Os dois estavam abraçados e sentindo muito frio, porque eles tomaram chuva. E por causa da chuva, provavelmente eles estavam quase entrando em estado de hipotermia”, afirmou o soldado.

Os militares retiraram suas fardas, colocaram nas crianças e as conduziram para casa.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a floresta densa dificultou a busca. E as crianças afirmaram que, ao tentar buscar uma enxada, que estava não muito distante na mata, erraram a direção de volta e se distanciaram cada vez mais.

 Ambas estavam assustadas, com fome e sede, porém apenas com arranhões no corpo.

O soldado Barros ainda disse que durante a saída da mata, o pai das crianças caiu em um buraco e foi picado por um escorpião. Ele foi atendido pela equipe do corpo de bombeiros e encaminhado para o Hospital Municipal André Maggi, visto que começou a sentir formigamento nos membros. 

Autor: http://midianews.com.br
Fonte: http://midianews.com.br